5 de novembro de 2018

Cheirinho de fim de ano


Novembro chegou e com ele aquele anseio de começar um novo ano. Essa é a época que ficamos pensando: nossa, o ano passou muito rápido e eu não fiz nada. Acredito que sempre vá existir esse sentimento, mas devemos ter em mente que fizemos muito, viver já é um grande desafio

Uma das minhas metas para 2018 era ser mais organizada e juntar $$. Eu consegui me organizar um pouco, mas preciso evoluir ainda mais e quanto à $$ o bom é que não vou terminar o ano lisa kk, porém preciso melhorar também. Uma pessoa que pode ajudar no quesito finanças é a Nath Arcuri do canal Me poupe!, ela é incrível. Quanto à organização estou me inspirando com uma nova amiga a Kesia Soares, que é gente como a gente e que está nesse caminho do minimalismo.

Não quero e também tenho em mente que nunca chegarei à perfeição, mas precisamos evoluir nas questões que estão de alguma maneira nos sufocando, seja aquela pilha de roupas que não usamos e que está só abarrotando o guarda roupa, seja os livros na estante que estão esperando serem lidos há muitos anos, seja a pilha de trabalhos que vão acumulando na mesa, enfim, precisamos procurar um equilíbrio na vida, em tudo. 

Ser organizada é uma ótima decisão para não pirar. Ser organizada é conseguir viver sem deixar de viver. 

Quero mais uma vez registrar aqui que quero e vou (temos que ter pensamento positivo): 

  • ser mais organizada em todos os setores: pessoal, profissional, financeiro...
  • viver mais leve

29 de outubro de 2018

Acontecimentos dos meus dias

Por aqui resolvi não me estressar mais, e estou fazendo o possível para não ouvir falar de política. Essa eleição acabou comigo, foram dias sentindo muita raiva e decepção com muitas pessoas, inclusive pessoas próximas. Mas já temos o resultado definitivo, agora só nos resta torcer e pedir muito aos céus que as coisas caminhem para o bem, e que o mal não crie mais força. 

Assisti ontem o filme Olhos Famintos 3 e que bela porcaria hem, nem se compara ao primeiro que assisti. O filme não tem nada de suspense, uns efeitos muito ruins, até parece um filme dos anos 2000. Não digo que perdi meu tempo assistindo porque eu estava precisando ocupar a mente com qualquer coisa.

Quanto às leituras estou bem animada para cumprir o mínimo de livros que me propus a ler num ano que é 12 livros, já li 10. Ontem terminei de ler o livro Através do Espelho do Jostein Gaarder, autor do livro O mundo de Sofia

Através do espelho conta a história da garota Cecília que está bem doente e que através de muitos diálogos com o anjo Ariel é possível sentir que a menina está morrendo, mas também sentindo a vontade dela de mergulhar na vida e em fazer as coisas sem se preocupar com a doença. O livro nos possibilita enxergar com mais atenção à vida, e a sermos mais curiosos a respeito de tudo, pois a vida é um sopro e cada momento conta.

"Nós enxergamos tudo num espelho, obscuramente. Às vezes conseguimos espiar através do espelho e ter uma visão de como são as coisas do outro lado. Se conseguíssemos polir mais o espelho, veríamos muito mais coisas. Porém não enxergaríamos mais a nós mesmos. - Pág125.

Quanto aos estudos estou bem empenhada, cheia de trabalhos, mas estou dando conta graças a minha dedicação com o meu Bullet Journal, que está sendo fundamental na minha organização. E também descobri as maravilhas do OneNote que esta me ajudando muito a fazer os resumos das matérias de uma forma mais rápida e prazerosa. Espero daqui um tempinho poder falar aqui com mais propriedade sobre o uso do OneNote, se funciona mesmo, e como que funciona. 

Por hoje é isso, e até breve.


23 de outubro de 2018

Mudanças internas e externas

Nessa semana consegui dar início ao projeto de acordar mais cedo, por volta das 5h15 da manhã. Hoje é o segundo dia e estou me sentindo muito bem, conseguindo fazer tudo que proponho fazer no dia e isso esta me deixando muito feliz.

Já tem um bom tempo que venho colocando na cabeça que preciso me desprender de tantas coisas supérfluas, que não compro livros há algum tempo e ainda tenho muitos na estante para serem lidos, não compro roupas, perfumes, maquiagens ou coisas de papelaria. O minimalismo é algo que me interessa muito, assim como o veganismo, mas não gosto de usar rótulos e por isso vou fazer o que eu me sentir bem em fazer sem muito alarde. Vou registar o andamento das coisas por aqui.

Aos poucos vou me reconectando as coisas simples e aproveitando a vida com mais leveza e menos vontade de ter tudo o que ver pela frente. 



MENOS É MAIS